A Arte do Colecionismo

Olá magnânimos leitores e leitoras, aqui quem vos fala é Márcio Albuquerque, e em conjunto com alguns amigos, resolvemos criar uma seção de revisões de toys para o Blog do HQPB: Quadrinhos e Cultura Pop na Paraíba. Logo, logo postarei minha 1ª (espero que de muitas) revisão, e baseado em algo que todo colecionador gosta de fazer, resolvi chamar a seção de “OLHA SÓ O QUE EU TENHO!”
Daí vocês, nobres leitores e leitoras exclamam: “Ah seu PORRA!!! Vem fazer uma seção no blog pra se exibir mostrando os brinquedos que tem? Olha só, o nome já diz isso! Que loser!!! Não to nem aí pra esses brinquedos de criancinha e espero que um gorila aidético estupre você!”
"É isso mesmo, seu puto! Vai se mostrar pra peste do Jar Jar Binks!"
Mas calma enfurecido(a) amigo(a), pois antes de postar a revisão, vou explicar a seção, e mais importante, o basicão mesmo sobre colecionismo, o mais explicadinho que eu puder, pra que sua pressão baixe, e assim, você nem vai precisar tomar um maracujina
Primeiramente, essa seção de revisões de toys, como o nome já diz, serve para revisar, ou seja, descrever os toys, falar sobre seus pontos fracos e fortes, mostrar por que eles são legais (não vou revisar um toy que eu não ache legal, né?), e quem sabe, influenciar vocês a darem uma chance aos ditos cujos, e os colocarem em suas coleções, ou darem início a uma com eles.
E tudo começou com uma lagartixa de plástico...
E segundamente, um colecionar é alguém que guarda, organiza, seleciona, troca e/ou expõe diversos itens por categoria, em função de seus interesses pessoais, e alé disso, gosta muito de conversar com outros colecionadores sobre as peripécias que ele teve de fazer para conseguir tais peças raras, mas a seção não terá o nome citado mais acima por causa disso (na verdade eu nem sei por que falei desse negocio da conversa… por favor, ignorem essa divagada idiota minha), pois depois de colecionar, a coisa que um colecionador mais gosta é mostrar sua coleção para que todos a vejam e admirem. Ele se sente orgulhoso quando alguém chega, vê uma peça sua e diz: Cara, que fodástico esse boneco! Posso tirar foto?”, ou qualquer coisa desse tipo…
Mas não é aquele orgulho mesquinho de alguém que se acha melhor que o outro porque possuía algo que outra pessoa não possui (tá ok, tem colecionadores que são um bando de lazarentos e pensam dessa maneira, e esses sim deveriam ser estuprados pelo gorila citado mais acima… mas a grande maioria não é assim), pois é quase o orgulho que um pai tem quando escuta um elogio ao seu filho.
Filhos, papai está muito orgulhoso de vocês!
Sei que ter orgulho de brinquedos não significa literalmente nada para a maioria das pessoas, e que muitos considerariam isso uma grande idiotice, mas pro colecionador, é uma alegria imensa escutar um elogio ao toy que ele se esforçou tanto para conseguir…
Com isso, pode ser dito que o sentido da seção de revisões de toys é descrever, sempre com bom humor, vários tipos de toys diferentes o mais detalhadamente possível, e passar a alegria que um colecionador sente ao conseguir adquirir e mostrar aquele toy que há tanto tempo ele queria, mesmo que seja algo totalmente tosco e inútil, e que 99% da população esteja cagando e andando para esse treco.

Pausa pro lanche!!!

Tá servido?

Retumbantes leitores e leitoras, depois de lerem até aqui, é provável, ou não, que pelo menos um de vocês tenha pensado: “Pô, esse cara pode tá falando a verdade, será que é uma boa começar a colecionar? Será que devo mandar o gorila aidético ir estuprar os caras do Restart, em vez dele?”, e assim, se interessado um pouco em começar uma coleção. Então, tenho mais duas coisinhas para lhe dizer, pois preciso ser totalmente sincero… primeiro, se você mandar o gorila pros coloridos é possível que eles adotem o bicho por gostarem muito dos “serviços” dele, e assim você nunca mais verá sua arma de vingança, e segundo, se você quer levar mesmo a sério o colecionismo de toys (na verdade, todo tipo de colecionismo), é preciso ter em mente que esse hobby custa dinheiro e pode drenar suas finanças como poucas coisas conseguem.
Se até colecionar conchas pode ser caro...
...imaginem então como é colecionar tênis?
Isso não quer dizer que você precisa ser um ricaço pomposo e fresquinho pra poder colecionar, e sim que você precisa se policiar, sempre guardando um dinheirinho certo pra, quando puder, dar upgrades na sua coleção. Há muitas pessoas que não ganham tanto dinheiro, mas conseguem formar coleções fantásticas contendo centenas ou até milhares de itens. Lembre que colecionar é pior que ser um viciado, pois você nunca vai conseguir parar.
O vício é tão grande que tenho certeza que você vai até querer ter vários modelos de uma mesma coisa. E para demonstrar isso, vou usar os toys de Transformers como exemplo… O que? Você não sabe o que são Transformers? Em que planeta você viveu por quase 30 anos? Bem, não importa… googlei Transformers que você saberá do que falo.
Voltando… em Transformers, como em toda grande franquia, existem os personagens top que sempre serão recriados de várias maneiras, terão várias formas e histórias diferentes, se tornando um poço sem fundo de inspiração para fabricantes de brinquedos que querem poder sempre vender mais e mais modelos deles.
Contudo, mesmo quando um personagem só apareceu uma vez numa série especifica e sumiu logo em seguida, você ainda não está seguro. Os fabricantes de brinquedos vão dar um jeito de sempre trazer esse personagem de volta, seja numa nova forma, seja usando um brinquedo repintado de outro personagem que recebe outros acessórios, e ganha o nome daquele personagem sumido. E olha que isso acontece com uma frequência absurda em Transformers.
Transformers: Mais que os olhos, e o bolso, podem ver...
Com isso, sabemos que só porque que o colecionador já possui um toy do Optimus Prime, do Megatron, ou do esquecido Cosmos, isso não significa que ele não vai comprar outro… Com mil infernos saltitantes, eu já tinha um Optimus Prime decente que representa muito bem o personagem, mas nem por isso deixei de comprar outros, e hoje tenho pelo menos 10 modelos diferentes dele na minha coleção.
Por isso tudo digo a vocês que colecionar é um hobby maravilhoso, mas que precisa de dedicação e disciplina para que ele nunca deixe de ser uma atividade prazerosa que faz com que o colecionador tenha vários momentos de alegria, para se tornar um fardo chato de se carregar por aí.
Até logo, e xero no olho (do rosto, claro) pra todos vocês!
PS: Minha coleção é bem eclética, e uma das fotos que ilustra o artigo é de parte dela… alguém consegue adivinhar qual é essa foto?

11 comentários sobre “A Arte do Colecionismo

  1. NUUUUUUUUUUUUUUUSS =O Post interessante, sempre tive vontade de colecionar algo, só não consigo polpar dinheiro.
    E eu tinha umas 20 largatixas de plástico. *-*
    A tua é aquela monstruosa com TUUUUDO??

    Curtir

    1. Hehehe, eu tb tinha essas largatixas quando era mais novo, mas roubaram elas quando levei pra escola 😦
      È bem dificil se policiar, mas com um esforcinho dá pra sempre sobre um dinherinho ;P
      Quanto a minha coleção… NOOOOOO, vc errou! Tem de novo, rsrsrs… XD

      Curtir

  2. O cara dos dinossauros que começou com uma lagartixa é o meu primo e, acreditem, a coleção da foto não é nada perto do que ele tem no total. Ele é o colecionador de dinos do Brasil com mais de 35 mil exemplares O.o

    Curtir

    1. Cara, é mesmo? Tem certeza que a coleção da foto é a do seu primo? É que essa foto quem tirou fui eu. Ela é de parte de minha coleção. E quando citei a frase sobre começar com a lagartixa, foi só pra dar um ar de brincadeira, pois comecei minha coleção há mais de 20 anos com um dinossauro de dar corda.

      Curtir

  3. Coleções de cair o queixo. Eu já comecei algumas, mas não consegui manter: diários e cartas de escritores e livros… duas que consegui completar tinham um número específico de exemplares: a coleção Os Pensadores e a Obras-primas. Atualmente estou tentando colecionar miniaturas de corujas e dentro de alguns meses começarei uma de deuses (nórdicos, gregos, africanos etc.). Meu principal problema, no momento, é o espaço, qualquer dia desses vou ter jogar minha cama fora para colocar uma nova estante de livros. rs

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s